7 Profissões dentro das Equipes de E-Sports


Quando pensamos em times, logo nos lembramos dos jogadores e em alguns casos o técnico da equipe. Entretanto, uma equipe bem estruturada de eSports vai muito além dessas duas funções. É claro que os jogadores são os personagens principais de uma equipe, pois são eles que estão em maior evidência ao público e sem eles não haveriam competições. Mas existem outras profissões que dão toda base para esses atletas possam competir e aumentam o desempenho em campeonatos.

Nesse guia vamos reunir todas essas 7 profissões existentes dentro de times de ponta, explicando cada uma delas, e mostrando seus valores para o sucesso de um time, seja dentro ou fora das competições. É claro que a maioria das equipes não possuem toda essa staff, mas com o crescimento do eSports, a tendência é que as equipes se profissionalizem.


1. Analista


O analista, como o nome já diz, é responsável, de analisar o jogo em si. Mas o que muitas vezes as pessoas não sabem é que a função desses profissionais vai muito além de uma breve análise. Os analistas devem assistir aos jogos e treinos da equipe e dos adversários com outros olhos. Devem estar atentos aos pontos chaves das partidas e anotar todos os números e informações relevantes de cada jogador. São capazes de transformar todas essas informações em conhecimento prático para ajudar os técnicos e jogadores durante os treinos.

Também devem estudar os adversários para ajudar na preparação da equipe, identificando as forças e fraquezas de cada um para elaborar estratégias para cada partida. Precisam estar de olho nas tendências mundiais para auxiliar os jogadores a se atualizarem ao longo das mudanças dos jogos e identificar novas estratégias de acordo com o meta do momento.

De maneira geral, os analistas são aqueles que estudam todos os aspectos do jogo, reunindo todas as informações relevantes, para entrega-las ao treinador e jogadores, praticamente de "mão beijada", para auxiliar o desenvolvimento da equipe.


2. Manager


O manager é o dirigente da equipe. Ele é responsável em dar todo o suporte necessário aos jogadores. Suas funções são muito variadas: Organizar cronogramas de campeonatos; Comprar passagens; Agendar treinos contra outras equipes; Lembrar dos horários de treinos; etc. É encarregado de cuidar de todas as questões externas ao jogo dos atletas, para que os mesmos possam ter total foco nos treinos e partidas.

Um manager deve ter bom relacionamento com os jogadores para deixa-los confortáveis para jogar e muitas vezes precisará resolver eventuais problemas entre os integrantes. Também tem a função de encontrar novos contatos para participação de eventos, marcar treinos, agendar entrevistas e criar uma boa imagem da equipe para todo cenário.

3. Social Media/Responsável pelo Marketing


A grande parte do contato que uma equipe tem com os fãs, é via internet por meio das redes sociais, streams e youtube. Por isso, é essencial que as equipes tenham um Social Media e um responsável pelo Marketing. Não necessariamente precisa ser a mesma pessoa.

Ele será responsável pela comunicação entre a equipe e os fãs. Irá gerar conteúdo para entretenimento dos seguidores, gravar vídeo dos jogadores, informará cronograma de campeonatos, quadros interativos, etc. A função é criar proximidade aos fãs e vender uma boa imagem da equipe.

O profissional responsável deve ser muito criativo e possuir conhecimentos sobre design, propaganda e marketing. É uma das funções vitais dentro de uma equipe, pois sem uma campanha bem executada a marca da equipe não será bem valorizada, diminuindo assim as chances de captar novos fãs, patrocinadores e parceiros. Infelizmente vemos muitas equipes de grande potencial que alcançam grandes resultados em campeonatos, mas não conseguem fidelizar fãs por pecarem no marketing e no audiovisual.

Confiram um de nossos artigos que escrevemos sobre o marketing nas equipes: Marketing Para Times de eSports – Parte 1 e Marketing Para Times de eSports – Parte 2.


4. Treinador/Coach

Os treinadores vêm ganhando um papel cada vez mais fundamental dentro do e-Sports, já que em muitos campeonatos eles podem acompanhar os jogadores durante as partidas e dá-los orientações nos intervalos. A cada treino e jogo realizado, é importante que haja alguém que acompanhe de fora, pois assim fica mais fácil de identificar o que cada jogador está errando ou acertando. Esse é o papel dos treinadores. Dificilmente um jogador conseguirá assumir esse papel, pois não conseguirá acompanhar o jogo de cada um dos companheiros, já que o seu foco deve ser o seu próprio jogo.

Eles trabalham próximos aos analistas, que fornecem informações relevantes de todo o cenário, e também estudam os jogos e treinos da equipe e dos adversários. Entretanto, o treinador está mais próximo dos jogadores e tem o papel de identificar o que deve ser treinado e quais estratégias a serem tomadas.


5. Jogador


Dispensam apresentações, os jogadores são os verdadeiros astros do show. São eles que entram em ação nas competições. Toda a staff da equipe trabalha para que eles estejam 100% focados no seu trabalho: Treinar arduamente para desempenhar boa participação durante as partidas.

Os jogadores devem seguir todas as rotinas da equipe; Ter comprometimento com os companheiros; Se esforçar para melhorar a técnica e habilidade, assim como corrigir deficiências de jogo; Ter bom relacionamento com os companheiros e saber trabalhar em equipe... Enfim, devem trabalhar para se tornarem atletas de ponta.

6. Psicólogo


Muitos julgam desnecessária a presença de um psicólogo nas equipes, mas a profissão está cada vez mais presente no e-Sports. Todas as grandes organizações já contam com um psicólogo que acompanham seus atletas.

Os atletas de grandes equipes costumam receber muita pressão e estão expostos a muitas pessoas, por conta do crescimento do e-Sports. Por serem jovens, em sua maioria, muitas vezes não conseguem lidar com a situação. Portanto, o trabalho do psicólogo é ajuda-los a manter o foco, diminuir a ansiedade, nervosismo e outras barreiras que possam afetar no desempenho.


7. Fundador da Organização


Uma das opções para quem busca trabalhar dentro do e-Sports, é criar a própria organização ou time. O fundador da organização é o idealizador do projeto e será ele quem irá organizar toda estrutura. Geralmente o fundador deverá investir uma boa quantia do próprio bolso para bancar despesas, como salário de jogadores e staff, inscrição de jogadores em campeonatos e viagens, até que o time já esteja rentável e consiga se manter por meio de premiações, patrocinados, venda de produtos da equipe e outros meios de renda.


O fundador de uma organização deve ter conhecimentos de administração, porque uma equipe é no fundo uma empresa como qualquer outra, portanto deverá ser gerida como uma empresa.

Não necessariamente é preciso criar um time sozinho. As vezes é muito mais viável ter sócios que dividam os investimentos e os riscos do projeto. Entretanto, deve-se tomar cuidado na escolha dos sócios na hora de montar o seu time, o mesmo deve seguir as mesmas filosofias de trabalho e estar comprometido com o projeto.

#administraçãodetimes #profissõesnoesports #esporteeletrônico #jobsesports

  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
Sem-Título-2.png
ARTIGOS EM DESTAQUE
hawkon severus mouse gamer

Faça parte de nossa lista de email para ficar por dentro de todas as novidades da Hawkon e ainda concorrer a prêmios incríveis todos os meses!

Produtos

 

Suporte

 

Prazo de Entrega

Dados da Loja

 

CNPJ: 04.761.933/0001-52

Endereço: Rua Lima e Silva, 617 - Ipiranga

CEP 04215-020

São Paulo-SP

Telefone: (11) 2062-7989

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey Instagram Icon

Copyright 2016 Hawkon Studios - Todos os direitos reservados